Casa Ardente: Julinho da Concertina, DJ Narciso | 27 ABR | 22H

A última Casa Ardente de Maio traz ao nosso salão um encontro de gerações. Julinho da Concertina é um dos mestres do funaná, toca a sua gaita desde os seus dez anos, ainda na Ilha de Santiago, local onde nasceu. Fez parte integrante da modernização da música Caboverdiana nos anos 70 e 80 e participou em discos revolucionários como o de Alexandre Monteiro – Trapiche, e “Africa ê” sendo parte integrante do conjunto que acompanhou Cesária Evora no inicio da sua longa caminhada. Sediado em Lisboa (Amadora) desde o fim dos anos 70, Julinho da Concertina desenvolveu a sua própria identidade como tocador de gaita, num estilo melódico e reconhecível por qualquer conhecedor de Funaná. DJ Narciso é parte de RS Produções. Lançou Bagdad Style no De “Bagdad” (Rinchoa, Rio de Mouro, periferia de Lisboa), em apenas 2 anos, a RS Produções granjeou nome como uma crew com grooves enxutas, vibrantes e flexíveis, trabalhando melodia e batidas metálicas com igual proficiência. Dj Narciso é, a par de Nuno Beats, o produtor principal do grupo, que lançou o EP de debute “Bagdad Style” na Príncipe no final de 2018. Narciso é também reverenciado como o DJ mais irrepreensível da RS, toda e qualquer vez focado e inspirado em tocar os temas originais do colectivo – em contínuo fluxo criativo de novas produções -, eles que cresceram pós DJs Di Guetto (2006 – ver a cronologia Príncipe noutro sítio na net) e para os já regulares gigs na noite mensal da Príncipe no Musicbox, em Lisboa.

27 ABR | 22H | 6€