Casa Ardente (Produções Incêndio) (concertos, dj set, exposição) | 18 e 24 de Novembro

Produções Incêndio na Casa Independente

Entrada 6€ • 18 Novembro • Abertura de Bilheteira 22H00

Exposição de Ilustração de HUGO GUERREIRO (de 18/11 a 24/11)

Veer
Veer são Vera Vaz e João Farmhouse. Para trás ficou o inverno, cinzento e frio; chegou a Primavera e, com ela, duas vozes e dois instrumentos: um teclado, com uma sonoridade incisiva, marcada pela ocasional rebelião; e uma guitarra que varia, entre a inquietude e a suavidade cristalina, resultando em melodias que nos envolvem numa nostalgia cúmplice.

Quelle Dead Gazelle
Entre o Serengueti, Chicago e Lisboa há uma planície enorme.
Ampla, com um horizonte a perder de vista.
Nessa planície corre uma gazela.
Os Quelle Dead Gazelle começam assim a correr e ainda não mostraram sinais de falta de fôlego. Contam no currículo com palcos como NOS Alive, Milhões de Festa, Paredes de Coura e Serralves em Festa.

Musa Tusa
Gil Gonçalves presta-se a um sórdido DJ Set de requinte, a rodar dos 80’s aos salões de dança mais modernos. De chorar e comer por mais.

 

Entrada 6€ • 24 Novembro • Abertura de Bilheteira 22H00

CAIO
CAIO é o nome artístico a que o lisboeta João Santos dá corpo. Um projecto artístico a solo com uma construção inspirada sobretudo no romance em que se pode transformar a vida – tanto nas suas catástrofes como nas suas grandezas.
Com uma guitarra e voz o artista segue uma linha de composição num estilo José Gonzalez, acústico-ambiente, que alcança um misto de energia e vivacidade.

Gala Drop
Os Gala Drop tiveram origem há cerca de uma década em Lisboa, pelos membros fundadores Nelson Gomes e Tiago Miranda, dando-se a conhecer há altura em concertos na Galeria Zé dos Bois e tendo encetado uma tournée europeia fazendo as primeiras partes das bandas norte-americanas Excepter e Gang Gang Dance.
Todas as dimensões que qualificaram esta banda como sendo tão única e realmente interessante de seguir continuam presentes, sendo que agora os seus temas-canção ambicionam, pela sua eligibilidade e inteligibilidade, chegar a novos e mais amplos públicos, no éter, no mundo online, na escala dos concertos ao vivo.
Os Gala Drop são uma incansável e em constante desenvolvimento aventura musical – um caso de paixão pela matéria que trabalham – que se inspiram em sons e vibrações de diferentes lugares e épocas, e tentam pelo poder da imaginação transformada em música transmitir-nos esperança num presente colectivo melhor.

Cara//vag//yo
Duas Djs residentes em Lisboa que vão trazer os funks das antigas passando também por beats latinos e influências africanas para te obrigar a bater com a bunda no chão. Me encara, se prepara que elas vão jogar bem na sua cara.

 

 

Cartazes por Tiago Nunes